InícioInício  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 Quentin Moreau

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Quentin Moreau

avatar

Localização : França
Emprego : Skatista profissional
Idade : 23
Mensagens : 1871
Player : Nyna

MensagemAssunto: Quentin Moreau   Dom Set 03, 2017 6:31 pm

DADOS BÁSICOS

    Nome completo: Quentin Moreau
    Local de nascimento: Saint-Étienne, França
    Data de nascimento: 11/08/1995
    Raça: Nascido trouxa
    Patrono: Uma jaguatirica
    Bicho-papão: [?]
    Varinha: Cornus (também chamada de corniso, ou dogwood) com veneno de Gira-Gira, 14 polegadas, bastante flexível
    Idiomas: Francês e inglês


BIOGRAFIA

    Infância

      Quentin nasceu de uma gravidez totalmente inesperada: sua mãe, Celine, tinha apenas quinze anos quando engravidou do namorado, Claude, na época com dezesseis anos. Foi um choque para as duas famílias, principalmente para a rica família de Celine, que não sabia como reagir ao fato de sua filha mais nova estar grávida de um moleque que vinha de uma família que tinha mais dívidas do que patrimônios. Fosse como fosse, Claude e Celine eram dois adolescentes apaixonados, achavam que podiam superar qualquer barreira e ser felizes juntos, e decidiram que teriam aquele filho. Foram morar juntos em um pequeno apartamento bancado pelos pais de Celine, e alguns meses depois Quentin nasceu, um menino perfeitamente saudável. Demorou três anos para que Claude e Celine percebessem que aquela vida não era para eles e resolvessem se separar. Quentin cresceu meio sem saber com quem morava, passando alguns dias na casa da mãe, outros na casa do pai, mais alguns na casa dos avós paternos ou maternos, e assim por diante. Mas nunca pôde reclamar: toda a família, dos dois lados, sempre demonstrou amá-lo muito, apesar de sua chegada inesperada; sempre o tratou muito bem e sempre lhe deu tudo de que ele precisava. Na escola, Quentin sempre teve muitos amigos, e gostava de sair das aulas e ir direto com eles andar de skate ou inventar alguma outra brincadeira, sempre inquieto e agitado. Desde criança, um dos parentes de Quentin que mais cuidava dele e realmente gostava de gastar horas brincando com ele era Victor, seu primo por parte de pai, e quando Quentin tinha cerca de nove anos de idade os dois se tornaram ainda mais próximos, já que Quentin já tinha idade suficiente para conversar com Victor e seus amigos. Foi andando com o grupo de amigos de Victor que Quentin descobriu seus hobbies preferidos: o skate e o parkour. Victor praticava ambos há tempos, e com nove ou dez anos de idade Quentin começou a se arriscar também, descobrindo ter uma facilidade enorme para fazer manobras, e também para escalar muros e pular alturas consideráveis. Mas havia um detalhe que Quentin nunca contou a ninguém: às vezes, quando percebia que não ia alcançar um alvo ou conseguir concluir bem uma manobra mais arriscada - e ia acabar se espatifando no chão -, ele sentia que tinha sido... Empurrado alguns centímetros na direção de onde queria chegar, como se recebesse alguma ajuda mágica ou sobrenatural. Tudo se tornou mais claro quando ele completou onze anos de idade e foi chamado para estudar em Beauxbatons.

    Vida escolar


      • Escola: Beauxbatons
      • Casa: Pouvoir

      De início Quentin estranhou muito aquela ideia de ser um bruxo e ir estudar em uma escola de magia, ficando mais desconfiado do que empolgado; sem querer abandonar seus amigos, sua família e sua cidade - mas depois que descobriu as vantagens de ser um bruxo passou a se considerar um cara de sorte. Em Beauxbatons, foi selecionado para a casa Pouvoir e lá fez grandes amigos, mas se dava bem com alunos das outras duas casas também. Sempre fez sucesso entre as meninas, tendo várias amigas e ficando com muitas delas; mas não chegou a namorar sério na época, sem querer se prender a ninguém. Aos quatorze anos entrou para o time de quadribol, na posição de goleiro. Jogava bem e se divertia muito fazendo isso, mas nunca foi nenhum fanático: só entrou para o time porque sentia falta de praticar esportes em equipe. Suas maiores paixões sempre foram mesmo os esportes trouxas que aprendeu na infância: Quentin levou muitas detenções por escalar os muros de Beauxbatons, tentar entrar em salas pelas janelas em vez de pelas portas, ou subir em estátuas e tentar pular de uma para a outra - e só não teve problemas por andar de skate pelos corredores porque era impedido de levar o seu para a escola. Também por causa disso, Quentin vivia na enfermaria, consertando ossos quebrados e fechando cortes e arranhões. Nos últimos três anos escolares, Quentin também fez parte do Clube de Duelos, em que normalmente se saía muito bem. Seu forte sempre foram as matérias mais práticas, em que precisava fazer mais do que simplesmente ler livros - coisa para a qual ele nunca teve muita paciência - e decorar dados. Suas matérias favoritas eram, claro, as esportivas (Voo e Esgrima Bruxa); mas Quentin também se saía bem em disciplinas como Defesa Contra as Artes das Trevas, Feitiços e Trato das Criaturas Mágicas - além de Estudos dos Trouxas, em que se matriculou só para ter uma matéria em que sempre teria notas máximas garantidas. Escolheu fazer o Lycée Général, por não ter muita ideia do que fazer depois da formatura, e nem grandes pretensões acadêmicas.

      • Brevet: 14 (MAB)
      • Bac: 15 (MB)


    Adulto

      Após se formar na escola, Quentin voltou a morar na casa do pai, resolvendo se dar um tempo para pensar e decidir o que fazer da vida - nunca teve ideia de alguma profissão que quisesse seguir ou alguma faculdade que quisesse cursar. Passou um tempo ajudando no estúdio, só para não ficar parado, e acabou voltando a se dedicar bem mais ao parkour e, principalmente, ao skate; como consequência natural de ter mais tempo livre. E um dia, mais por diversão do que por qualquer outra coisa, Quentin resolveu se inscrever em um torneio - e assim, meio sem querer, descobriu e decidiu sua profissão: um olheiro o viu competindo e decidiu patrociná-lo, com a condição de que Quentin se dedicasse o suficiente para se tornar um skatista profissional. E foi o que aconteceu: hoje, três anos e meio depois, Quentin mandou construir uma pequena pista de skate no terreno da casa de seu pai, e pratica várias horas, todos os dias, agora acompanhado de um treinador e agente. É patrocinado, então não precisa se preocupar com compra de roupas e acessórios, mas ganha um bom dinheiro - o que o deixa bastante feliz, já que não precisa mais depender do dinheiro dos pais. Nos últimos três anos, Quentin ficou sempre entre os três melhores skatistas de seu país, destacando-se bastante em competições internacionais.Por causa da escolha da profissão, Quentin passou a viver cada vez mais no mundo dos trouxas - uma tendência que já era bem forte em sua vida, por causa da ligação que ele tem com seus parentes não-bruxos. Claro que ele ainda usa magia quando é mais conveniente, claro que ainda circula no mundo dos bruxos quando quer ou precisa, e claro que mantém contato com seus amigos da época da escola - mas sua permanência no mundo trouxa é bem mais frequente. E ele não se importa: sente-se à vontade nesse mundo e está feliz com sua vida e sua profissão; e não liga para quem o critica ou questiona por sua escolha. Sua família sabe a respeito da magia, mas Quentin é discreto, para não deixar que vizinhos ou outros conhecidos descubram.Há quase três anos, Quentin namora Juno Bergenoir, uma amiga com quem ficava desde a época da escola. Os dois se dão muito bem; e, agora que Juno já se formou na faculdade e Quentin já ganha dinheiro suficiente para se sustentar sozinho, os dois estão começando a pensar em sair da casa dos pais - mas ainda não fizeram nenhum plano concreto ou para um futuro próximo.



PARENTES

    Claude Moreau, pai de Quentin, tem 38 anos e é trouxa. Dono de um estúdio de tatuagens em Saint-Étienne, é jovem não apenas em idade, mas em comportamento: coberto de tatuagens, usa roupas despojadas, ouve rock o dia todo e é muito expansivo e brincalhão. Frequentemente flerta ou finge flertar com as amigas de Quentin; mas é mais para implicar com o filho, mesmo. Namora uma menina chamada Lorraine, que tem 26 anos de idade, se dá muito bem com Quentin e o trata como se fosse seu irmão mais novo. Celine Girard, mãe de Quentin, tem 37 anos e também é trouxa. Vem de uma família muito rica e trabalha com suas duas irmãs no estúdio musical que herdaram dos pais. É casada com Philiphe Girard, um publicitário. Com Philipe, Celine teve o meio-irmão de Quentin, Gavin, que hoje tem onze anos de idade. O melhor amigo de Quentin é seu primo Victor, filho do irmão mais velho de seu pai. Victor trabalha com Claude no estúdio de tatuagens, e, apesar de ser cinco anos mais velho que Quentin, sempre foi muito próximo dele; muito mais até mesmo do que Quentin é de Gavin, por exemplo.


APARÊNCIA

    Tem a pele clara, os cabelos castanhos curtos e os olhos castanhos muito claros, cor de mel. Seus olhos são levemente amendoados, seus lábios são cheios, e seu rosto é quadrado. Tem cerca de 1,81m de altura e o corpo forte e ágil, com músculos bem definidos, pesando cerca de 85kg. Quentin está acostumado a se machucar e quebrar ossos, e por causa disso tem diversas pequenas cicatrizes espalhadas pelo corpo, resultados de cortes e machucados. Tem uma cicatriz mais feia ao longo do braço esquerdo, onde teve uma fratura exposta aos treze anos de idade; e várias marcas nas costas, lembrança de um dia em que caiu em um local onde o chão era coberto de brita - única lembrança, aliás, pois nesse dia Quentin bateu a cabeça, desmaiou na hora e perdeu parte da memória do acidente. Em geral prefere usar roupas trouxas a roupas bruxas, e sempre as mais confortáveis e despojadas possíveis. Ama tênis, jeans e camisetas com frases engraçadas. Desde que começou a ganhar dinheiro com as competições, passou a usar roupas um pouco melhores e mais estilosas - até mesmo por causa de contratos com seus patrocinadores -, mas, de modo geral, mantém-se fiel ao seu estilo simples e até mesmo meio "largado". [Celebridade: Francisco Lachowski]


PERSONALIDADE

    Quentin é uma pessoa divertida e fácil de lidar. Gosta de conversar, fala bastante e sobre qualquer assunto, e é amigável com a maior parte das pessoas - às vezes até demais, sendo considerado meio folgado por alguns. É agitado, não gosta de ficar parado, e ama fazer atividades físicas. Fala alto, de um jeito bastante expansivo e confiante, e é fácil fazê-lo rir. Pouca coisa o incomoda ou chateia, mas ele é daqueles que, quando se irrita, se irrita mesmo, e pode acabar agindo meio impulsivamente nesses casos. Não tem medo de praticamente nada e gosta de desafios, às vezes fazendo ou falando coisas que os outros consideram imprudentes demais. Sempre conseguiu notas boas o suficiente para passar de ano na escola, mas estava longe de ser o melhor aluno da turma, por pura preguiça de estudar ou incapacidade de ficar parado tempo suficiente para ler um texto até o fim. Levava várias detenções, mas nunca por infrações muito graves, e de modo geral os professores gostavam dele, por seu jeito amigável e espontâneo. Sabe lidar com as meninas e nunca teve problemas em se aproximar delas, ficando com várias da escola e da vizinhança ao longo da adolescência, antes de se comprometer com Juno. Apesar de sua família um tanto "desajustada", Quentin gosta muito de todos os seus parentes; e é bem família, do tipo que gosta de estar em casa e passar tempo com eles.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
Quentin Moreau
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» RAÇAS[para jogadores]

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Wizard World  :: OFF :: Personagens :: Fichas-
Ir para: